terça-feira, janeiro 10, 2006

Fim da tarde com você

Eu nunca mais abro a janela do meu quarto
Num dia cinza
Sei que o sol fica dormindo atrás das nuvens
Não ilumina
E Nem penso muito no que pode acontecer
Enquanto arrumo
Todas as coisas que eu sinto meu passado, o
meu destino espero que o fim da tarde venha com você

A-ha A-haResisto mas escuto bem o som dos carros
Na avenida
Quero mais descansar com meu cigarro
No andar de cima
Sem pressa risco no papel uns poucos traços
pra despedida que me leva a cantar assim tão baixo, me alucina...

Nenhum comentário: